Análise e melhores momentos: Usyk vs Chisora

As análises das lutas deste sábado, 31 de outubro de 2020 estão vindo conta gotas porque foram inúmeras lutas por títulos mundiais e outras bem importantes como a de nosso Robson Conceição e essa de Usyk.


Vamos lá!


Minha análise:


Dados dos lutadores:


Ucrania: Alexander Usyk de 33 anos (18-0-0) 72,22% KO, com 1,91 de altura e envergadura de 1,98m.

Zimbabue: Dereck Chisora de 37 anos (32-10-0) 54,7% KO, com 1,87m de altura e envergadura de 1,88m.

Foi a segunda luta de Usyk no peso pesado e agora está em rota de colisão com Anthony Joshua detentor dos títulos mundiais WBO, WBA e IBF.

Joshua de 31 anos (23-1, 21 KOs) e 1,98m de altura, enfrentará o búlgaro Kubrat Pulev em 12 de dezembro, mas o plano dos promotores é que Joshua enfrente o também inglês Tyson Fury (30-0-1) e 2,06m de altura, campeão da WBC, em uma luta de unificação em 2021. Por sua vez Usyk quer sua chance pelo cinturão WBO primeiro.

Importante dizer que essa seria uma disputa entre dois campeões olímpicos, já que os dois se sagraram campeões, coincidentemente, na mesma olimpíada, a de 2012 em Londres.


Além de ser o primeiro na fila para disputar o título da WBO, Usyk também está classificado em segundo lugar no ranking da WBC e WBA, e é o número três da IBF.


Sobre a luta:


Contando coma a presença de Joshua se inicia a luta de Usyk contra Chisora.


Apesar das derrotas contra rivais de elite, Chisora de 36 anos (32-10, 23 KOs) foi um grande risco para a carreira incipiente de Usyk nos pesos pesados. Chisora somou três vitórias em 2019 depois de ser derrotado por Dillian Whyte há quase dois anos e tinha uma vantagem enorme de peso.


Usyk, que fez seis defesas como campeão mundial peso cruzador, pesava 17,2kg menos que Chisora (115,6kg) e o ucraniano teve que se proteger e trabalhar muito o footwork, o que sabemos que cansa bastante.


Usyk conseguiu estabelecer mais distância no segundo assalto, mas Chisora ainda foi capaz de desferir alguns bons golpes.


As habilidades do ucraniano canhoto, aprimoradas ao lado de seu parceiro de treino e amigo Vasiliy Lomachenko, ficaram ainda mais evidentes no terceiro assalto, ao qual Usyk acertou um belo golpe de esquerda no queixo de Chimora.


Usyk começou a superar a Chisora no quinto assalto quando seus socos começam a fluir com mais facilidade e enquanto continuava a bailar ao redor do ringue.


Chisora não pareceu nao se importar muito com uma grande direita de Usyk no quinto assalto, mas terminou o sétimo grogue depois que o ucraniano desferiu com uma série de golpes limpos ao seu rosto, no entanto, Chisora não desistiu e teve algum sucesso no nono round, pois mostrou muito coração nos últimos assaltos.


Em todo momento Usyk provou que pode aguentar os golpes de um peso pesado.

Pontuação final dos juízes:

117-112, 115-113 e 115-113


Decisão Unânime em favor do Ucraniano.


Melhores momentos da luta por DAZN:


 
  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook
  • Spotify
  • whatsapp pequeno